Curtir e Compartilhar:

Veja o cenário: você está para embarcar em um avião, pela primeira vez em sua vida.

E logo de cara, vai fazer uma viagem internacional, para o outro lado do mundo! Deixa para trás família, amigos, seu cãozinho, uma pessoa amada, uma profissão… Mas foi preciso tomar uma decisão, e agora que está tomada,  não tem mais volta.

A tristeza se mistura com esperança e medo. O que sabe de lá são as histórias contadas por quem foi primeiro. Prepara-se para trabalhar muito, sem imaginar que seria tanto assim. Pensa em ficar uns 3 anos, sem nem imaginar que poderá ficar outros tantos mais.

Com curiosidade aperta os botões do assento do avião, e usa mímica para se comunicar com a comissária de bordo. É apenas uma amostra do que virá pela frente, em um país de cultura e língua tão distintas. Se pensava que iria ser difícil acostumar-se com a comida, isso passou a ser fácil quando viu que teria que entender como usar aquela privada de chão, ou acostumar-se a tomar banho com o chuveirinho. A separar os lixos corretamente e a dar produção atingindo metas que pareciam inatingíveis.

Fazer compras dirigindo uma bicicleta no inverno, administrar o tempo e a convivência com pessoas desconhecidas em um mesmo espaço, sentir a alegria do primeiro salário e a dúvida do que adquirir com esse suado dinheiro.

Com o passar do tempo, tudo isso se torna normal, e você se esquece de como foi corajoso em encarar e superar esses desafios. Sem saber, você estava empreendendo. Colocou em prática a gestão dos riscos, traçou metas baseadas em seus sonhos ou necessidades. Correu atrás, independente se queria voltar ou chorar. Enfrentou, lutou, e está aí. Muitos outros nunca tiveram a coragem de sair de seu Estado ou cidade para buscar algo diferente. E você foi para outro país! Não é pouca coisa, nem é para todos.

Acredite, se você valorizar sua trajetória, e aplicar a mesma energia de quando tomou a iniciativa de ser decassegui, reajustando o foco em metas sintonizadas com sua missão pessoal, resgatando a coragem que mora em você para assumir um compromisso com seus sonhos, abrir sua mente para o aprendizado de coisas diferentes (seja para investir, abrir um negócio ou planejar sua vida definitiva no Japão) do que está acostumado a fazer, certamente você terá resultados muito diferentes do que obteve até hoje.

A vida é energia e feita de ciclos. Quando sentimos que a vida está monótona, é porque encerramos um ciclo mas não nos preparamos para iniciar um outro, que normalmente está um degrau acima do anterior. Exige novas atitudes, novas formas de pensar, de corrigir algumas falhas, de tentar coisas diferentes.

Como exercício, que tal pegar folhas em branco e preencher o Gráfico do Crescimento Pessoal? Esse foi adaptado do Gráfico do Sucesso, de Marian Thomas.

Abaixo, estão alguns exemplos ilustrativos. Guarde em local de fácil acesso, ou deixe à vista para que possa visualizar suas conquistas. Alimente-se de seus próprios feitos! Pode dividir em categorias, como por exemplo algo voltado para um ou mais negócios ou profissão, ou períodos determinados. O importante é que faça sentido para você! #vamospracima e até o próximo mês. Gambarê!

 

 

Curtir e Compartilhar: