Curtir e Compartilhar:

A Amazônia segue pedindo ajuda, apesar da pouca ação do governo de Jair Bolsonaro.

A região sob alerta de desmatamento teve um aumento de 5,42% em outubro de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado.

São 554,77 km² de floresta com sinais de devastação neste ano, o segundo pior outubro da série histórica, que começa em 2015, segundo dados do sistema Deter-B do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados na sexta-feira (8).

Na análise por trimestre, de agosto a outubro de 2019 foram 3.428,58 km² sob alerta de desmate, contra 1.792,1 km² no mesmo trimestre de 2018.

A análise de dados comparativos por trimestre evita distorções sazonais que possam ser causadas por problemas na leitura dos satélites, como a presença de nuvens de chuva, por exemplo.

Curtir e Compartilhar: