Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O aumento de satélites artificiais criados pelo homem pode tornar a observação de corpos celestes mais complicada nos próximos anos, segundo o Observatório Astronômico Nacional do Japão.

O grupo aponta que o número de satélites de transmissão e análise de dados do planeta, enviados para a órbita da Terra já ultrapassa a casa dos 8 mil e que a tendência é que a quantidade aumente drasticamente nos próximos anos.

Com o aumento dos satélites em órbita será mais difícil de observar da Terra, corpos celestes no espaço, dificultando a realização de pesquisas com telescópios ou outros equipamentos, que visam descobrir novos planetas ou galáxias.

A instituição aponta que além da presença física dos satélites as ondas eletromagnéticas emitidas por eles podem atrapalhar na análise das ondas eletromagnéticas dos corpos celestes.

Diante deste quadro, o Observatório Astronômico Nacional do Japão está entrando em acordo com empresas ligadas à produção de satélites para tentar encontrar soluções.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: