Bombeiro que atacaria edifício do Congresso com caminhão, tem prisão preventiva decretada

Bombeiro que atacaria edifício do Congresso com caminhão, tem prisão preventiva decretada

COMPARTILHAR

A Justiça do Distrito Federal decretou a prisão preventiva de um bombeiro que roubou um caminhão do Corpo de Bombeiros e dirigiu em alta velocidade em direção ao edifício do Congresso Nacional, em Brasília. Na perseguição, cerca de 15 viaturas da Polícia Militar perseguiram o motorista e próximo do Ministério do Planejamento, os policiais atiraram contra três pneus do caminhão. Onde só assim foi possível parar o caminhão.

O  2º sargento Fabrício Marcos de Araújo, 44, foi encaminhado a um quartel do Corpo de Bombeiros, onde recebeu voz de prisão por quatro crimes: furto qualificado, desobediência, danos ao material da administração militar e tentativa de dano.

“Não vou matar ninguém. Não vou atropelar ninguém. Não vou passar por cima de ninguém. No Congresso Nacional, eu paro”, afirmou pelo rádio do caminhão.

Por fim, o Corpo de Bombeiros informou que as circunstâncias que envolveram a ocorrência estão em apuração, a princípio, não foram encontrados elementos que apontam para um atentado terrorista, sendo acionada também a Diretoria de Saúde e o Centro de Assistência da corporação para acompanhar o caso e que foram adotadas todas as medidas necessárias para elucidação dos fatos.