Curtir e Compartilhar:

O líder nas pesquisas de intenção de voto ao primeiro turno nas leeições a Presidência da Republica,  Jair Bolsonarodo, PSL, foi esfaqueado durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na tarde desta quinta-feira, 6. O presidenciável foi levado para o hospital em estado grave.  O suspeito foi preso, segundo a Polícia Federal.

Luís Henrique Borsato, da equipe de cirurgia geral, disse que houve uma lesão única, mas profunda, e que causou três perfurações no intestino delgado, tratadas com pontos.

Também houve uma lesão grave e extensa no intestino grosso, que não foi tratada com pontos e sim com uma colostomia, uma bolsa para onde o trânsito intestinal é desviado temporariamente.

O quadro foi classificado como “naturalmente grave”, mas estável na recuperação do pós-operatório. O candidato deve ficar hospitalizado de uma semana a dez dias, no mínimo.

ENTENDA O ATO

Bolsonaro, estava sendo carregado pelas ruas da cidade mineira por seus apoiadores quando fez uma expressão de dor. Vídeos que circulam pela internet mostram uma pessoa se aproximando do candidato e acertando sua barriga. Um dos seguranças que estavam com Bolsonaro sofreu um corte na mão.

A Polícia Militar de Minas Gerais confirmou que um homem foi preso suspeito de ser o autor da facada em Bolsonaro. Vídeos registram o momento do fato. As imagens estão sendo compartilhadas nas redes sociais e no WhatsApp e mostram o saque de uma faca e o estoque no candidato Jair Bolsonaro.

O suspeito identificado como Adélio Bispo de 40 anos está desempregado e disse aos policiais “DEUS ME MANDOU FAZER ISSO”.

Os seguidores de Bolsonaro acreditam que o crime foi encomendado por políticos rivais e facções criminosas. Bolsonaro lidera as pesquisas de intenção de voto e defende combater a criminalidade com penas mais severas.

Curtir e Compartilhar: