Curtir e Compartilhar:

BRASÍLIA – Um novo corte de 2,7 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado foi anunciado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes).

Os cortes são direcionados para cursos com nota 3 e só valem para bolsas que seriam futuramente concedidas, não afetando os atuais beneficiados.

A maior fatia dos cortes vai para as bolsas de mestrado, com 2331 cortes. O doutorado terá 335 bolsas cortadas, enquanto o pós-doutorado 58.

A Capes já havia anunciado um primeiro corte meses atrás e, com o novo corte, são 6198 bolsas a menos sendo oferecidas em 2019. A economia de recursos será de R$ 4 milhões em 2019 e será de R$ 35 milhões para 2020.

O diretor de gestão da Capes, Anderson Lozi, no entanto, fala de uma economia de cerca de R$ 300 milhões. Anderson disse que caso a situação melhore, mais bolsas podem ser liberadas, embora, uma piora da crise pode levar a novos cortes.

A decisão do Capes não foi bem vista pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) que criticou a decisão:

“O novo corte da Capes afetará principalmente Norte e Nordeste, áreas com maior número de cursos 3 e 4, devido às maiores dificuldades financeiras. A medida agrava ainda mais a concentração da pesquisa no centro-sul e perpetua as desigualdades regionais do país.”

Fonte: G1 

Curtir e Compartilhar: