Curtir e Compartilhar:

O Instituto Nacional de Tecnologia e Avaliação de Produtos do Japão (NITE na sigla original), anunciou que o número de casos de explosão de baterias de lítio em 2019 foi de 286.

O número de casos aumentou em 8 quando comparado com o ano anterior. A grande maioria dos casos de explosões ocorreram por uso de carregadores não especificados pelo fabricante.

Muitas pessoas compram baterias de lítio pela internet e as utilizam sem checar as especificações fornecidas pelos fabricantes. Como nem sempre o produto é compatível com o eletrônico, há casos em que ocorre superaquecimento, seguido de explosão, ou casos em que a bateria simplesmente não funciona.

Foram relatados casos de queimaduras nos pés e em outras partes do corpo. Não houve nenhum caso de ferimento grave.

O NITE pediu mais atenção aos usuários de baterias de lítio e pediu para que eles chequem com atenção as informações fornecidas pelos fabricantes de eletrônicos, antes de usar uma bateria comprada que não seja do próprio fabricante.

Curtir e Compartilhar: