Curtir e Compartilhar:

KUMAMOTO – Cerca de 16,5 mil pessoas de Kumamoto continuam a viver em residências temporárias mesmo depois de três anos do forte terremoto de magnitude 7.0 que atingiu a região.

Em 2016 a região foi atingida por dois fortes terremotos que causaram 270 mortes e deixaram várias pessoas feridas e desabrigadas.

Desde o desastre, o governo local tem se esforçado para construir novas casas, mas 16,5 mil pessoas seguem sem encontrar um novo lar, sendo obrigadas a viver em residências temporárias. Entre elas, um total de 200 famílias não estão em condições de reconstruir a própria residência.

Para piorar, em toda província, o governo completou apenas 30% das residências públicas voltadas aos afetados pelo desastre. Os números são do final de março de 2019.

Fonte: Nihon TV

Curtir e Compartilhar: