Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – Cerca de 40% dos chamados “Refeitórios da Criança” do Japão não tem previsão para reabrir, segundo pesquisa realizada pelo Centro de Apoio aos Refeitórios da Criança.

Os refeitórios foram criados com o propósito de oferecer comida barata e de qualidade para as crianças nascidas em famílias de baixa renda, além de servir como um ambiente de socialização para elas.

No entanto, desde o início da pandemia de COVID-19, muitos refeitórios foram fechados para evitar a contaminação das crianças e funcionários. A maioria não reabriu mesmo depois do fim do Estado de Emergência.

A pesquisa realizada com 238 organizações em 37 províncias mostra que 40% não pensa em reabrir o refeitório por medidas de segurança, enquanto apenas 17% voltaram a funcionar normalmente.

O ambiente apertado e pouco ventilado é a principal causa para manter o espaço fechado. No caso dos refeitórios que usavam espaços públicos para as suas atividades, parte deles ficou impossibilitado de continuar usando, por algum motivo local.

O Centro lamentou o resultado e espera conseguir encontrar soluções para voltar a oferecer um espaço, onde as crianças possam alimentar bem e interagir com outras crianças.

Curtir e Compartilhar: