Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O chefe do gabinete do governo japonês, Yoshihide Suga, anunciou na quinta-feira (25) que visitará os EUA entre os dias 9 e 12 de maio.

Suga informou a repórteres na quinta-feira que visitará a capital dos EUA, Washington, para falar com pessoas importantes do governo americano. O motivo da visita são as conversas sobre a questão dos prisioneiros japoneses mantidos pelo regime norte-coreano, além da diminuição da presença militar americana em Okinawa.

Os dois assuntos têm sido temas de pauta entre os dois países. O Japão pede aos EUA auxílio para que os prisioneiros japoneses mantidos por Pyongyang sejam finalmente libertados. Em relação à questão de Okinawa, a província tem se rebelado contra os planos do governo japonês de transferir a base de Futenma para Henoko. A agitação na região tem feito o governo japonês pensar em alternativas para a cooperação militar com os EUA.

Suga disse que pretende se encontrar com o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, em sua passagem pelo país. Ele também passará pela sede da Organização das Nações Unidas, onde participará de um simpósio sobre o problema dos prisioneiros.

O chefe do gabinete do governo japonês não costuma viajar para o exterior, por conta da agenda lotada de compromissos ligados a política nacional. A ida de Suga para os EUA é considerada uma exceção, o que prova o peso das duas questões para o Japão.

A última visita de um chefe de gabinete foi em outubro de 2015. O próprio Suga visitou a ilha de Guam.

Fonte: TV Asahi 

Curtir e Compartilhar: