Curtir e Compartilhar:

Segundo artigo do Jornal digital chinês, People Daily Online, uma empresa da cidade do sudoeste da China, Chengdu, o “Chegdu Aerospace Science and Technology Microelectronics System Research Institute Co. Ltd, planeja lançar ao espaço uma “lua artificial” capaz de iluminar grandes áreas do planeta, substituindo a iluminação noturna das cidades.

A idéia é lançar espelhos gigantescos que ficariam “pendurados” no espaço, refletindo a luz do sol, tal qual a lua faz nas noites de lua cheia. A Rússia já tentou fazer o mesmo em 1999 mas fracassou na operação do espelho no espaço.

Segundo o presidente Wu, da empresa chinesa, a “Lua Artificial” teria uma claridade 8 vezes superior ao da lua verdadeira e seria suficiente para iluminar áreas de 10 a 80 km de diâmetro. Segundo Wu, a empresa vem fazendo testes há anos e finalmente a tecnologia está em fase final, conclusiva.

Segundo os pesquisadores, a claridade da lua artificial em ação seria semelhante ao da hora do crepúsculo e não afetaria o ritmo biológico dos animais e vegetais. O lançamento para testes seria em 2020, e em 2022 seriam lançados três luas artificiais para “entrarem em operação real”.

Curtir e Compartilhar: