Início Nacional China reforça seu poderio nuclear contra presença dos EUA na Ásia

China reforça seu poderio nuclear contra presença dos EUA na Ásia

546
Curtir e Compartilhar:

A China, além de estar desenvolvendo mísseis balísticos intercontinentais (ICBM) com capacidade para atingir o território norte-americano, já está instalando mísseis nucleares de médio-alcance com capacidade para eliminar a presença militar norte-americana na Ásia.

Em abril deste ano, China acaba de instalar os mais modernos mísseis DF26, com alcance de 3 mil a 5 mil km, capaz de atingir as bases militares norte-americanas de Guam e são chamados de “Guam-killer”. Segundo fontes chinesas, quando re-entram na atmosfera, os mísseis são capazes de identificar alvos móveis como porta-aviões e destruí-los.

A China também conta com mísseis DF16 já instalados, com alcance de 1000 km, capazes de atingir Taiwan (Formosa), bases americanas em Okinawa e no território principal do Japão.
Segundo o Instituto de Pesquisa da Paz Internacional de Estocolmo, a China possuía em janeiro de 2018, 280 ogivas nucleares, 10 a mais que no ano anterior.

Curtir e Compartilhar: