Início Internacional Com indefinição da reunião entre EUA e Coreia do Norte, líderes das...

Com indefinição da reunião entre EUA e Coreia do Norte, líderes das duas Coreias realizam encontro relâmpago

357
Moon Jae-in (esquerda) e Kim Jong-un (direita) realizam encontro relâmpago (Foto: NHK WEB NEWS)
Curtir e Compartilhar:

Seul O governo de Seul informou no fim da tarde desse sábado (horário de Seul) que o presidente sul-coreano Moon Jae-in e o líder norte-coreano Kim Jong-un se encontraram no Panmunjeom durante a tarde do dia 26.

O novo encontro da zona desmilitarizada entre os dois países ocorre por volta de um mês depois do histórico encontro entre os dois líderes. A reunião dessa tarde não havia sido anunciada à imprensa mundial, o que pegou de surpresa muitas agências de notícias.

Segundo informações da rede estatal japonesa NHK, os dois líderes se encontraram por volta das 15h do sábado e discutiram sobre os assuntos intercoreanos durante duas horas. O conteúdo da troca de ideias entre os dois líderes ainda não foi relevada, mas o governo de Seul prometeu que o presidente Moon Jae-in fará um anúncio oficial com os resultados da reunião às 10 da manhã do dia 27 (pelo horário de Seul).

EUA e Coreia do Sul cancelam exercícios militares conjuntos (Foto: NHK WEB NEWS)

O cenário geopolítico do encontro
O encontro ocorre após uma série de desentendimentos entre Pyongyang e Washington, que culminaram com o cancelamento da reunião de cúpula entre EUA e Coreia do Norte marcada para o dia 12 de junho. O encontro relâmpago entre Moon e Kim tem como cenário de fundo a polêmica atitude do sempre polêmico presidente americano Donald Trump.

Em paralelo, o presidente norte-americano publicou em seu Twitter, que a probabilidade da reunião acontecer no dia 12 de junho, conforme o combinado entre os dois países, não é zero. Trump afirmou que está em conversando com os líderes da Coreia do Norte e expressou a boa vontade de Pyongyang de realizar o encontro. Em tom elogioso, ele encerrou dizendo que a Coreia do Norte está se mostrando disposta a um diálogo construtivo.

Embora não seja possível saber ao certo quais os destinos da reunião marcada para junho, os EUA também demonstraram consideração com a Coreia do Norte. A continuidade dos exercícios militares conjuntos realizados por Seul e Washington foi cancelada. O treino realizado entre os dias 11 e 25 de maio envolveu a participação dos poderosos caças stealth F-22 da aeronáutica americana, que simulou junto à 100 caças americanos e sul-coreanos uma situação real de combate aéreo de grandes proporções. Pyongyang protestou contra os exercícios militares dos dois países, dizendo que eram um ato de provocação contra o regime norte-coreano.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: