Curtir e Compartilhar:

A Honda aproveitou o primeiro dia do Tokyo Auto Salon 2019 realizado no Makuhari Messe, em Chiba, para anunciar os seus planos no esporte a motor para esse ano.

O chefe da divisão de esporte a motor da montadora, Masahi Yamamoto, disse que a meta para 2019 da Honda é: “Vencer o máximo possível e conquistar vários campeonatos”.

Ele seguiu dizendo que: “No ano passado a Honda conseguiu manter o domínio em algumas categorias e atualizar recordes dentro e fora do Japão”.

Falando mais especificamente dos desafios da Honda no esporte a motor internacional, Yamamoto citou os planos da marca na Moto GP e na Fórmula 1.

A montadora anunciou que Jorge Lorenzo Guerrero, detentor de 3 títulos na categoria mais disputada da Moto GP correrá no time Repsol Honda Team. Com a nova aquisição a equipe espera ser competitiva na modalidade.

Já na Fórmula 1, os desafios da Honda são maiores. Em 2018 a montadora formou uma nova parceria com a Toro Roso, depois de anos de problemas com a Mclaren. O primeiro ano de adaptação teve uma avaliação positiva, segundo Yamamoto:

“No ano passado corremos ao lado da Toro Roso e construímos um relacionamento positivo”.

Para 2019 a Honda fornecerá motores não somente para a Toro Roso, mas também à equipe principal do grupo Red Bull, a Red Bull Racing, uma das fortes candidatas ao título de pilotos e construtores de 2019 da categoria máxima do automobilismo.

A meta da Honda com a Red Bull em 2019 é conquistar a primeira vitória da nova parceria.

No estande da Honda no Tokyo Auto Salon estão expostos o modelo STR13 da Toro Roso, usado em 2018 na Fórmula 1, além da C213V que dominou a Moto GP.

No Japão

No Japão a Honda participa das duas maiores competições do país, a SUPER GT e a Super Formula. Os planos para a Super Formula não foram divulgados, mas na SUPER GT a montadora terá 5 equipes correndo com o seu modelo NSX na classe GT500.

Em 2018 a equipe foi campeã depois de 8 anos sem títulos, com a dupla de pilotos Yamamoto Naoki, campeão da Super Formula e da SUPER GT em 2018, e Jenson Button, campeão mundial de Fórmula 1 em 2009.

Confira as equipes da Honda na SUPER GT:

#1 Team Kunimitsu – Yamamoto Naoki e Jenson Button
#8 Autobacs Racing Team Aguri – Nojiri Tomoki e Izawa Takuya
#16 Team Mugen – Mutou Hideki e Nakajima Daisuke
#17 Keihin Real Racing – Tsukakoshi Koudai e Owen John Baggett
#64 Modulo Nakajima Racing – Narain Karthikeyan e Makino Tadasuke

Os três primeiros times correm exatamente com a mesma dupla de pilotos, que se revezam no carro durante as provas.

Os pneus também não sofreram alterações. Os carros #1, #8 e #17 seguem calçando compostos da Bridgestone, enquanto o #16 vai de Yokohama e o #64 acelera de Dunlop.

Fonte: Response

Curtir e Compartilhar: