Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – Uma pesquisa realizada por pesquisadores da Universidade de Tóquio e publicada na segunda-feira (8) revela que cerca de 10% dos homens e mulheres do Japão entre 30 e 39 anos nunca tiveram uma experiência sexual.

Um dos autores da pesquisa, o pesquisador Peter Ueda aponta que “embora se diga que a tendência de não desejar sexo seja por conta dos homens herbívoros, na realidade o salário e a estabilidade do emprego influenciam na falta de sexo”.

O time do Centro Nacional de Pesquisas de Problemas Populacionais e Sociais calculou a taxa de virgens no país a partir de dados coletados entre 1987 e 2015.

A taxa de pessoas na faixa etária de 18 a 39 anos sem experiência sexual até os anos 2000 foi diminuindo. No entanto, ela voltou a subir desde então. Em 1992 os homens sem experiência sexual somavam 20%, enquanto em 2015% já eram 25,8%. No caso das mulheres, o número subiu de 21,7% para 24,6%.

A situação também piora para a faixa etária entre 30 a 34 anos. Em 1987 apenas 8,8% dos homens nunca haviam tido experiência sexual, contra 12,7% em 2015. Do lado das mulheres, o número subiu de 6,2% para 11,9%.

Entre os adultos com idade entre 35 e 39 anos, os homens nessa faixa etária sem experiência sexual representavam 5,5% em 1992, subindo para 9,5% em 2015. As mulheres subiram de 4% para 8,9%.

A relação com o salário e trabalho pode ser percebida, sobretudo nos dados referentes aos homens. Os rapazes entre 25 e 39 anos que não possuem um emprego de funcionário regular costumam ter uma taxa de falta de experiência sexual de 3,85 vezes maior do que seus colegas regulares. Já para os desempregados o número é ainda alarmante, 7,87 vezes maior.

Fonte: Jiji.com 

Curtir e Compartilhar: