Curtir e Compartilhar:

Cláudia Tajima, atualmente com 42 anos, moradora de Mie-Ken, veio ao Japão com intuito de fazer uma reserva financeira para pagar seus estudos e comprar uma casa própria no Brasil. Mas como muitos dekasseguis que chegam ao país e criam raízes, com Claudia não foi diferente. Decidiu morar no Japão, casou-se com Oswaldo Massahaki Tajima, cursou uma faculdade brasileira à distância de Administração de Empresas pela Instituição AIEC, aprendeu o idioma japonês fluentemente e hoje trabalha em dois tipos de serviços.

“Resolvi voltar a estudar para ter uma chance melhor no mercado de trabalho, mesmo morando no Japão. Foi desafiador começar os estudos depois de 30 anos sem saber o que era uma sala de aula. Confesso que no início foi bem difícil, principalmente por passar noites acordadas e finais de semanas estudando direto. Foram 4 anos de muita luta, mas com muita dedicação que valeram a pena.” Conta, Cláudia.

Foi contratada recentemente por uma das lojas de departamentos comerciais mais conhecidas no Japão, a AEON, onde trabalhará na área de planejamento para aberturas de novas lojas.

Para Cláudia, esse novo projeto será um grande desafio, pois a empresa está dando a oportunidade e abertura para que estrangeiros possam opinar e criar planos de negócios em uma empresa já consolidada no mercado japonês há anos.

Mas para chegar onde está, ela trabalhou por três anos na rede Don Qui Jote, mais conhecido entre os brasileiros como Mega Donki, onde aprendeu a trabalhar com o público e aperfeiçoar o idioma japonês e inglês. 

“Tudo foi um grande aprendizado. Tanto na faculdade, como nos empregos, vi que o Japão poderia me trazer muito mais oportunidades do que imaginava. Bastava eu fazer a minha parte, como buscar conhecimentos e ir em atrás dos meus sonhos, que as chances de criar uma carreira e adquirir experiências, viriam como consequência.” Relata.

Cláudia sempre teve um lado voltado ao empreendedorismo do qual chama de “Plano B”. Serve para ajudar tanto nas finanças da família, como satisfação pessoal e profissional, já que ama trabalhar com vendas. Trabalhou por anos pela Organo Gold, onde aprendeu a lidar com o público brasileiro em eventos, com vendas diretas.

“O empreendedorismo é a minha paixão, onde aprendi tudo sobre Marketing Multinivel, que foi o meu abc. Nessa época, precisei sair da minha zona de conforto e busquei conhecer a fundo os produtos que vendia. Queria mostrar aos clientes os benefícios de uma boa bebida, além de oferecer também um trabalho para quem tinha interesse de entrar nesse segmento. Passei anos trabalhando com os produtos da Organo Gold e obtive um aprendizado que levarei por onde estiver. Infelizmente como a marca não atua mais no Japão, posso dizer que por toda experiência que adquiri durante o tempo em que pude fazer parte do time, tudo valeu a pena.” Diz Cláudia.

Atualmente ela trabalha como consultora credenciada pela linha de cosméticos Mary Kay, proporcionando um pouco mais de beleza para as mulheres que gostam de maquiagem mais sofisticada. Já está nessa área de atendimento há três anos e garante que suas clientes vem crescendo, pois a empreendedora não se dedica somente às vendas pelas internet, mas procura sempre estar em lugares onde possa ampliar sua Rede de Contatos, para possíveis vendas futuras. Segundo Cláudia, é necessário ter um ótimo relacionamento para que o seu Networking venha dar frutos tanto para vendas, como expansão de revendedoras e clientes.

“Sempre digo que para quem deseja trabalhar com vendas diretas, não deve deixar o serviço de lado, mas usar esse empreendimento como Plano B, já que a margem de lucro não é tão grande de início, como trabalhar em algo estável e fixo. Mas quando você tem foco e metas a cumprir e se esforça muito para crescer nesse segmento, é possível alcançar os objetivos almejados. Atualmente a Mary Kay ainda não é oficial no Japão, mas está em nossos projetos licenciar a marca oficialmente no país, para que os custos de logísticas fiquem mais em conta e as vendas possam crescer ainda mais.”

Mensagem para o leitor:

“Jovens e adultos, estudem e vão atrás de seus sonhos e projetos. Ninguém nasce por acaso. Devemos viver intensamente e termos gratidão por tudo, principalmente a Deus que nos abre as portas para que as oportunidades venham. Mas lembre-se: para que as oportunidades surjam, é necessário muito esforço e dedicação da sua parte. E isso só depende de você.”

Quer ter sua história de empreendedorismo contada na Revista Super Vitrine e Ipcdigital? Entre em contato: 080-5332-1254 ou thais@revistavitrine.jp

Curtir e Compartilhar: