Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O presidente dos EUA, Donald Trump, chegou ao Japão no sábado (25) onde se encontra com o primeiro-ministro, Shinzo Abe, e com o novo imperador, Naruhito.

No primeiro dia de compromissos, Trump voltou ao pedir por melhores acordos comerciais com o Japão, citando as vantagens comerciais que Tóquio tem nas negociações com Washington.

Para resolver o problema, Trump cobrou mais investimentos nos EUA por parte dos empresários japoneses. Ele se reuniu na noite de sábado com pessoas influentes do mundo econômico na Embaixada dos EUA no Japão. Segundo informações da Casa Branca, participaram do jantar o embaixador norte-americano, William Hagerty, além de executivos da Toyota, Nissan, Honda, Softbank e Rakuten.

“O Japão esteve em uma situação vantajosa por vários anos. Queremos tornar as coisas mais equilibradas”, disse o presidente americano.

As discussões de um novo acordo comercial entre Japão e EUA deve ser negociado no dia 27, data em que Trump se reunirá com o primeiro-ministro, Shinzo Abe. Porém, o ministro do Comércio do Japão, Toshimitsu Motegi, informou que mesmo um acordo parcial ainda não deve ser firmado entre os dois países.

No sábado a Casa Branca aproveitou a visita de Trump ao Japão para lembrar dos fortes laços de amizade entre os dois países destacando “o reforço das relações entre os dois países para transformar a região do Pacífico em uma região livre”, fazendo uma citação indireta a China e Coreia do Norte que provocam distúrbios na Ásia.

A cooperação entre Tóquio e Washington se estende por várias áreas. A Casa Branca lembrou dos caças de última geração F35B que devem ser comprados pelo Japão nos próximos meses. Estima-se que sejam cerca de 100 unidades.

No campo da tecnologia, a Casa Branca espera um acordo entre Japão-EUA para levar o homem novamente a Lua.

Fonte: Jiji.com, NHK WEB NEWS, G1 

Curtir e Compartilhar: