Início Cotidiano Duas ex-funcionárias processam empresa que administra Tokyo Disneyland

Duas ex-funcionárias processam empresa que administra Tokyo Disneyland

1301
Foto: Google
Curtir e Compartilhar:

Duas mulheres entraram com um pedido de processo e indenização contra a Oriental Land, empresa que administra os parques da Disney.

O pedido foi feito no Tribunal Regional de Chiba e na terça-feira (13), o juiz ouviu a declaração das duas mulheres. Elas acusam a Oriental Land de obrigá-las a fazer trabalho pesado, além de assédio verbal.

Ambas sofreram problemas de saúde e sequelas por conta dos problemas no trabalho. Juntas, elas pedem uma indenização equivalente a 7,55 milhões de ienes (250 mil reais) da empresa que administra o parque de diversões.

Uma delas, de 29 anos, foi forçada a trabalhar por várias horas debaixo de sol e vestida com um dos pesados trajes de 30 kg dos personagens da Disney.

O caso ocorreu em 2015 e em janeiro de 2017, ela foi diagnosticada com síndrome do desfiladeiro torácico, uma doença que afeta estruturas neurológicas ou vasculares do corpo. A mulher entrou com um pedido contra a empresa pedindo que ela reconhecesse que a doença havia sido consequência do trabalho, mas os seus superiores a obrigaram a desistir do protesto.

Já a outra mulher, de 38 anos, recebeu durante 5 anos os mais variados tipos de assédio verbal de seus superiores. Ela conta que não foi de uma ou duas pessoas, mas de vários funcionários que estavam acima dela na hierarquia da empresa.

Ela trabalhava desde 2008 da Disneyland, mas abandonou o serviço por complicações psicológicas, que a levaram a entrar em tratamento.

A Oriental Land confirmou que recebeu os processos, mas não emitiu nenhum comentário a respeito do caso.

Fonte: HUFFPOST

Curtir e Compartilhar: