Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – Parte das empresas japonesas começaram a transferir a sua produção de produtos da China para outros países.

A decisão das companhias japonesas se deve a última rodada de taxas impostas a praticamente todos os produtos feitos na China e exportados para os EUA. O anúncio americano foi feito no dia primeiro de agosto, sendo que a medida começará a valer a partir de setembro.

Considerando que os produtos de empresas japonesas feitos na China não estão livres das taxas impostas por Trump, parte das companhias já estão transferindo a produção para outros países.

É o caso da Ricoh que transferiu a maior parte de sua produção da China para a Tailândia. A outra parte será feita no próprio Japão e na Europa.

A Nintendo também anunciou que vai deixar de produzir o Nintendo Switch em sua fábrica na China. Quase toda produção da empresa é feita em solo chinês, mas a partir de setembro os novos consoles serão montados no Vietnã.

O Vietnã também receberá a produção de telas de cristal líquido da Sharp, além de outros produtos eletrônicos.

Por fim, a Mitsubishi retornará para o Japão, a sua produção de semicondutores e máquinas. Embora não seja barato produzir em solo japonês, os custos são mais vantajosas que pagar as taxas impostas pelos EUA aos produtos vindos da China.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: