Curtir e Compartilhar:

As escolas públicas noturnas de ensino secundário ainda não são populares no Japão, mas o número delas deve aumentar a partir de abril desse ano.

Na cidade de Matsudo, província de Chiba, o Conselho de Educação de Matsudo realizou uma palestra explicativa na sexta-feira (18) do novo colégio que será aberto no próximo mês de abril.

A instituição noturna será a primeira de Chiba, por isso recebeu o nome de “1° Colégio Municipal de Ensino Secundário – Mirai”. A abertura da escola faz parte de um projeto de lei aprovado pelo governo, que obriga a construção de pelo menos um colégio noturno por província.

O papel exercido por esse tipo de instituição, criada logo depois da Segunda Guerra Mundial, é o de permitir que crianças que não puderam receber a educação formal tenham outra chance de estudar, sendo indicada para alunos que abandonaram os estudos e para filhos de estrangeiros.

O currículo abrangerá as matérias principais, como língua japonesa, matemática, inglês, além de outras 6 matérias. A mensalidade será gratuita, o que deve atrair a atenção dos estrangeiros.

No caso de Matsudo, estima-se que nos últimos 5 anos, a quantidade de estrangeiros aumentou em 1,5 vezes. Considerando que parte das crianças chegam ao Japão já em fase escolar, as escolas noturnas dão uma chance das crianças de estudarem e tentarem se adaptar ao ambiente escolar japonês.

O Conselho de Educação de Chiba disse em entrevista à NHK que espera que o colégio seja “um local de aprendizado para diversos tipos de pessoas. Queremos torná-lo um ponto de difusão de novos valores culturais”.

Fonte: NHK WEB NEWS 

Curtir e Compartilhar: