Curtir e Compartilhar:

WASHINGTON – Os EUA esperam que o Japão coopere com os novos planos do programa espacial americano de enviar missões tripuladas para Lua e para Marte.

A declaração foi feita durante um simpósio realizado na capital americana, Washington, na última sexta-feira (2). O evento comemorou os 50 anos da chegada do Apollo 11 à Lua e contou com a participação de membros da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA), que compareceram ao evento para conversar com representantes dos EUA.

O presidente dos EUA, Donald Trump, já declarou que quer maiores investimentos no setor espacial, prevendo uma corrida cada vez mais forte com a China. Para 2024 os planos do presidente americano são o de enviar novamente o homem a Lua, para construir uma base lunar.

A partir da Lua, o próximo alvo dos EUA é Marte. A missão para o planeta vermelho não tem previsão para acontecer, mas os americanos esperam contar com o apoio da JAXA na empreitada. A agência japonesa está cada vez mais requisitada no mundo, com pesquisas em asteroides como o Ryugu, planetas semelhantes a Terra, entre outras.

Entre os projetos de cooperação estudados pelos dois países está o envio de um astronauta japonês para a Lua. Japão e EUA pretendem também fortalecer os acordos de defesa entre as duas nações por meio da parceria espacial. Autoridades dos dois países acreditam que aquele que primeiro desenvolver uma tecnologia espacial de ponta, estará em vantagem também na área militar.

As autoridades dos dois países não citaram nomes específicos de países, mas a China é a principal ameaça e adversária do programa espacial de Japão e EUA.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: