Curtir e Compartilhar:

SÃO PAULO – O ex-presidente do Brasil, Michel Temer, foi solto na terça-feira (14) pelo horário de Brasília, após a Sexta Turma do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) conceder habeas corpus.

Temer estava preso na sede do Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar. Com a libertação, Temer permanece em liberdade pelo menos até o julgamento definitivo do habeas corpus, que ainda não tem data para acontecer.

Os ministros que votaram na terça-feira sugeriram outras penas para o ex-presidente, como proibição de manter contato com outros investigados, proibição de mudança de endereço e de se ausentar do país, entregar o passaporte, bloqueio de bens até o limite de sua responsabilidade, não contato com pessoas jurídicas relacionados ao processo, proibição de ocupar cargo público e exercer funções de direção em órgãos partidários.

O ex-presidente está sendo investigado por corrupção, lavagem de dinheiro e peculato. A principal investigação contra Temer é o suposto desvio na construção de Angra 3, operada pela Eletronuclear.

Fonte: G1 

Curtir e Compartilhar: