Curtir e Compartilhar:

As exportações do Japão caíram pelo nono mês seguido em agosto, segundo relatório do Ministério das Finanças do país, publicado na quarta-feira (18).

A queda nas exportações foi de 8,2% em comparação com o mesmo período de 2017, ficando em 6,14 trilhões de ienes.

A maior queda foi para as exportações para a China, que decresceram 12,1%, ficando em 1,2 trilhão de ienes. Os motivos são a guerra comercial entre EUA e China, além do desaceleramento da economia chinesa.

Outro país que afetou as exportações japonesas foi a Coreia do Sul, com queda de 9,4%, fechando em 422,6 bilhões de ienes. Além da menor exportação de semicondutores, itens como alimentos e máquinas também registraram queda.

Por outro lado, as importações japonesas também caíram, fechando agosto com 6,27 trilhões de ienes. A queda foi causada pela redução da importação de derivados do petróleo, além da queda de preço do produto no mercado mundial. A queda das importações foi de 12% em relação ao mesmo período de 2017.

A balança comercial japonesa fechou agosto no vermelho, com déficit de 136,3 bilhões de ienes, o segundo mês seguido com saldo negativo.

Curtir e Compartilhar: