Curtir e Compartilhar:

Uma menina de apenas 9 anos se tornou a mais jovem jogadora profissional de Igo (ou Go) do Japão.

O milenar jogo de tabuleiro consiste no embate entre as pedras brancas e pretas, cujo objetivo é formar territórios. Vence quem no final possuir maior domínio territorial do tabuleiro.

No Japão o jogo é considerado uma modalidade profissional, com associações, torneios patrocinados por grandes empresas, testes profissionais, escolas particulares, entre outros. Além do Japão, China e Coreia do Sul também consideram o jogo como uma profissão.

A mais nova jovem prodígio do Japão nasceu em Osaka. Sumire Nakamura, de apenas 9 anos, será profissional de Go a partir de abril de 2019. Isso significa que ela passará a viver somente do jogo, enfrentando jogadores muito mais velhos e experientes do que ela.

A inédita promoção rendeu uma coletiva de imprensa no Nihon Ki-in, organização responsável por promover e administrar o cenário profissional do jogo.

A jovem Sumire foi a primeira selecionada pelo novo programa de “Promoção Especial de Jovens Talentos”, criado pelo Nihon Ki-in com o objetivo de treinar jovens de potencial para enfrentar os profissionais chineses e sul-coreanos, que atualmente estão entre os melhores do mundo, deixando o Japão em uma amarga terceira colocação.

Os testes 

A jovem Sumire prestou um exame para ser aceita como profissional. Mas antes, ela chamou a atenção dos líderes do Nihon Ki-in por conta de seus ótimos resultados em torneios amadores.

Em dezembro de 2018, ela foi chamada para o teste final que teve a análise e julgamento de seis profissionais da modalidade, entre eles Yuta Iyama, considerado o melhor jogador japonês da atualidade.

Sumire convenceu todos eles de seu potencial e foi escolhida sem qualquer oposição.

O vice-diretor do Nihon Ki-in, Satoru Kobayashi, disse que a jovem “conseguiu um feito inédito ao atualizar a marca de jogadora profissional mais jovem da modalidade”.

Sobre os testes, ele disse: “Nos testes ela enfrentou o atual detentor do título Meijin e em nenhum momento se sentiu intimidada, mostrando grande preparo psicológico e um Go do nível de um jogador profissional”.

A mais jovem profissional de Go

Quando Sumire se tornar profissional em abril de 2019, ela terá apenas 10 anos. Nunca na história do Go japonês um jogador profissional estreou com essa idade.

A mais próxima foi a atual detentora de três títulos da categoria feminina, Rina Fujisawa, que fez sua estreia em 2010, aos 11 anos e 6 meses.

A nova mais jovem jogadora de Go (esquerda) e a antiga detentora do título (direita)

A pequena Sumire começou a jogar Go aos 3 anos de idade, incentivada pelo pai, o também profissional Shinya Nakamura, de 45 anos.

Aos 7 anos ela viajou várias vezes para a Coreia do Sul, onde estudou o jogo e o estilo sul-coreano. Ela chegou a até mesmo aprender a língua para poder se comunicar com outros jogadores sem precisar da tradução dos pais.

O pai da jovem conta que ela teve dias complicados no país vizinho, pois o nível dos jogadores é maior que no Japão. Porém, pensando no futuro da filha como jogadora profissional, ele não viu outra alternativa senão deixá-la crescer junto dos jovens prodígios sul-coreanos.

Shinya conta ainda que Sumire é do tipo que odeia perder e quando isso acontecia, ela sempre chorava muito. O choro não era criticado pelos companheiros sul-coreanos, ao contrário, era visto como algo positivo e que mostrava a vontade da garota de vencer.

A tímida jovem de 9 anos respondeu de forma breve as perguntas dos repórteres, mas ao ser perguntada sobre o seu objetivo como profissional, deu uma resposta direta ao ponto:

“Estou feliz por me tornar profissional. Quero me tornar uma jogadora de nível mundial”.

No domingo (6), a jovem Sumire começa a sua escalada no mundo profissional. Ela enfrenta em uma partida amistosa o atual detentor de 5 títulos (de 8) da categoria masculina, Yuta Iyama.

Fonte: NHK WEB NEWS, TV Asahi, Jiji.com, Asahi Shinbun Digital

Curtir e Compartilhar: