Curtir e Compartilhar:

PEQUIM – O Ministério das Relações Exteriores da China criticou o teste de míssil conduzido pela Coreia do Norte no último fim de semana.

O Departamento de Imprensa do ministério emitiu uma nota dizendo que “Cada país precisa focar em dialogar e tentar apaziguar as tensões com outros países. Desejamos que os problemas sejam solucionados por meio da política”.

O regime de Pyongyang realizou um novo teste de míssil no dia 4 de maio. Os projéteis caíram no espaço territorial norte-coreano e não chegaram a invadir o Japão, mas os novos disparos chamaram atenção da comunidade internacional.

Os EUA por meio do presidente, Donald Trump, evitaram críticas ao regime de Pyongyang e acredita que o país vai voltar a mesa de negociações e manter a sua palavra de não tomar ações provocativas contra a comunidade internacional.

Já a China, aliado tradicional de Kim Jong-un, preferiu ser mais dura e pediu que a Coreia do Norte pare com as ações provocativas.

As ações da China ocorrem em um período complicado para Pequim. Apesar dos avanços na área militar e econômica, o crescimento do PIB já não é o mesmo de anos atrás e os EUA anunciaram um aumento de taxas contra os produtos chineses importados pelos americanos.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: