Curtir e Compartilhar:

O ministério do trabalho do Japão planeja pedir às empresas, a partir de abril de 2021, que garantam empregos para os trabalhadores até os 70 anos de idade.
O ministério também exigirá que grandes empresas com mais de 300 trabalhadores apresentem números de contratações de idosos.
Os planos foram incluídos no resumo de um projeto de lei para revisar a lei sobre a estabilização do emprego para idosos, que foi submetida pelo ministério do Conselho de Política do Trabalho. O ministério pretende submeter o projeto a uma sessão ordinária do parlamento prevista para ser convocada em 20 de janeiro.
O plano oferece várias opções para garantir empregos para trabalhadores de até 70 anos, como assistência a serviços comunitários prestados por funcionários idosos e operações de subcontratação a empresas iniciadas por trabalhadores mais velhos. Outras opções incluem oferecer emprego continuado após a aposentadoria, atualmente exigido para pessoas com até 65 anos.
Além disso, o projeto de lei prevê a alteração do sistema de benefícios de desemprego para idosos, no que se refere à contratação de um segundo emprego.
A mudança está prevista para entrar em vigor a partir de abril de 2022.
O projeto de lei também procurará alterar quanto os trabalhadores que ultrapassaram a idade da aposentadoria serão compensados pelas reduções nos salários do plano de emprego continuado. O governo quer reduzir a taxa de remuneração para esses trabalhadores, atualmente coberta pelo seguro de emprego, a partir de abril de 2025.

Curtir e Compartilhar: