Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-Estar do Japão anunciou que aumentou para 17.698 a quantidade de camas disponíveis para receber os possíveis novos infectados pelo COVID-19.

O número é considerado mais que o suficiente para atender o atual número de pacientes internados nos hospitais de todo o país. Atualmente são 2.058 pessoas que seguem internadas.

Em Tóquio existem 3,3 mil leitos disponíveis, com cerca de 753 pacientes. Em Kanagawa são 1.346 camas disponíveis, para 163 pessoas internadas. A proporção é semelhante em outras províncias.

Lembrando que pacientes com sintomas leves do COVID-19 são orientados a ficar de quarentena em casa ou em hotéis. Nos hospitais costumam ficar os pacientes com casos mais graves da doença e que precisam de atendimento especializado.

Já a situação dos leitos com respiradores, o número fica em 2.410 em todo o país, com cerca de 184 pessoas utilizando estas camas.

O Ministério da Saúde do Japão informou que o número de pessoas internadas está diminuindo e que no momento o sistema de saúde não sofre pressão. O Ministério considera que a situação atual é contornável, mas considera que uma segunda onda da doença não está descartada. A fim de estar pronto para uma segunda onda, o país já se prepara aumentando a quantidade de leitos disponíveis nos hospitais.

Curtir e Compartilhar: