Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O governo japonês já começou a discutir como será distribuída uma possível vacina contra o novo coronavírus.

A decisão deve ser tomada durante a metade de julho. Atualmente o governo japonês apoia pesquisas nacionais de vacinas, mas não descarta a possibilidade da vacina ser desenvolvida primeiro em algum país estrangeiro.

Caso a segunda possibilidade se concretize, o governo japonês quer garantir o maior número possíveis de doses para o Japão e trabalha junto com outros países para participar das negociações.

O governo deve definir em breve como será feita a distribuição da vacina em território nacional. Os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde devem ter prioridade, pois estão lutando contra a doença na linha de frente.

Em seguida será a vez das pessoas dentro do grupo de risco, que são os idosos e pessoas com doenças como diabetes, que podem ser agravadas pela COVID-19.

O custo da vacina será coberta com dinheiro público, sendo disponibilizada de graça para a população, com a intenção de vacinar o mais rápido possível o maior número de pessoas.

O objetivo das autoridades japonesas é definir o mais rápido possível a política de vacinação, para que a vacinação comece logo nos primeiros dias de janeiro.

Embora não exista uma data definida para uma vacina contra a COVID-19 ficar pronta, há uma chance de no final do ano ela estar disponível. O governo japonês está trabalhando dentro desta possibilidade.

Curtir e Compartilhar: