Curtir e Compartilhar:

Tóquio – O governo japonês se reuniu hoje (13) para discutir medidas contra o acesso a sites de conteúdo pirata, considerados nocivos a indústria do anime e mangá do país.

Uma das propostas seria o de bloquear junto a provedores de internet o acesso a sites de conteúdo pirata.

Caso seja colocada em prática, a nova medida visaria proteger a propriedade intelectual do país, que segundo o governo japonês é frequentemente violada por conta dos inúmeros sites de conteúdo pirata espalhados pela internet.

Estima-se que 1/4 dos usuários de internet do Japão acessem sites de conteúdo pirata, segundo dados do Gabinete do Governo do Japão.

As discussões entre os parlamentares japoneses se dirigem contra três sites em específico. Um deles é o Manga Mura, que como o nome sugere, publica diversos títulos de mangá gratuitamente e ignora os direitos de propriedade intelectual.

Além dele, os sites de stream de animes AniTube! MioMio também seriam alvos de uma possível lei contra a pirataria.

Polêmica
As propostas de uma possível lei bloqueando o acesso a determinados conteúdos gerou polêmica no país, pois seria a primeira vez que o governo japonês decidiria bloquear páginas de internet, que não sejam de pornografia infantil.

Um dos membros do Partido Liberal Democrata, Gaku Hashimoto, expressou em seu blog preocupação com as conversas em curso no governo.

Ele comentou que “mais do que qualquer coisa, saber que o governo tem o poder de restringir o acesso a determinados conteúdos sem qualquer base teórica é por si só um grande problema”.

Provedores de internet afiliados a Associação Japonesa dos Provedores de Internet e especialistas em direito também demonstraram repúdio a uma possível decisão do governo, que de acordo com eles, viola preceitos estipulados pela própria constituição do país referentes a confidencialidade da informação.

Para os opositores, o governo não deveria ter o direito de ter acesso ou mesmo intervir nas informações acessadas pela população do país sob hipótese alguma.

Fonte e imagens: HUFFPOST

Curtir e Compartilhar: