Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – O governo japonês estuda novas medidas econômicas para revitalizar a economia do país, abalada pela pandemia do novo coronavírus.

As medidas que estão sendo estudadas visam ajudar empresas pequenas e trabalhadores autônomos, os mais afetados pela crise econômica provinda da pandemia.

Depois de anunciar o fim do Estado de Emergência em 39 das 47 províncias do país, o governo quer agora garantir o recomeço das atividades econômicas.

Para isso, o governo japonês estuda uma ajuda de até 1,5 milhão de ienes (R$ 81 mil) para cobrir os custos operacionais dos comerciantes e empresários. A ajuda inclui os gastos com medidas para evitar a propagação do coronavírus em lojas e estabelecimentos, como a desinfecção do local e compra de produtos para este propósito.

Além disso, outras medidas econômicas também são estudadas, como o aumento no valor da ajuda paga aos empresários e comerciantes para o pagamento de aluguel e salários de funcionários.

No entanto, apenas a ajuda com custos de aluguel e salários, custarão alguns trilhões de ienes para os cofres do governo. A estratégia do governo é imprimir novos títulos da dívida pública, além de fundos imobiliários para colocar a medida em prática. A adoção dos títulos e fundos deve ser inclusa na 2° revisão do orçamento de 2020.

Curtir e Compartilhar: