Curtir e Compartilhar:

Tokyo (IPC Digital) – O alvo do subsídio são empresas que planejam mudar as bases de produção da China para o Japão e países do sudeste asiático. O subsídio é parte dos esforços para incentivar as companhias japonesas a reduzir a dependência da China.

O governo anunciou que planeja incluir ¥200 bilhões no orçamento fiscal de 2020, para oferecer o subsídio às empresas.
O plano considera fixar os subsídios pela metade do total das despesas de realocação para grandes empresas e cerca de dois terços dos gastos com pequenas e médias empresas.

Em relação à fabricação de produtos e peças altamente dependente de países específicos, incluindo a China, o governo subsidiará o estabelecimento de edifícios e a instalação de equipamentos para fabricantes que montam bases de produção no Japão.

Já as empresas planejam mudar seus centros de produção para países do sudeste asiático, o governo planeja subsidiar a instalação de equipamentos.

Os fabricantes de produtos industriais, como carros e eletrodomésticos, devem receber os subsídios.

Também se espera que os subsídios abranjam empresas como fabricantes de máscaras, um produto cujas importações da China representam mais da metade das vendas no Japão, e outras relacionadas a metais extraídos em minas chinesas, e que são essenciais para a alta tecnologia.

Curtir e Compartilhar: