Curtir e Compartilhar:

TOKYO – O governo japonês vai pedir às empresas que estendam o feriado de Ano Novo em cerca de uma semana em uma tentativa de conter a aglomeração de pessoas que visitam parentes ou saem de férias e diminuir o risco de espalhar o novo coronavírus.

Segundo o plano, anunciado na sexta-feira (23) pelo ministro Yasutoshi Nishimura, as empresas que normalmente voltariam ao trabalho em 4 de janeiro serão solicitadas a esperar até 12 de janeiro, um dia após o Dia de Maioridade .

O feriado de Ano Novo é uma das épocas mais movimentadas para viagens no Japão, onde trens, aviões e rodovias ficam lotados de pessoas voltando para suas cidades natais para ver a família e amigos ou aproveitando a oportunidade para ir de férias.

As pessoas também formam longas filas para o “hatsumode”, a primeira visita ao santuário xintoísta do ano.

Nishimura disse que o pedido será enviado por meio de organizações como a Japan Business Federation, também conhecida como Keidanren, e que os municípios locais também serão solicitados a cooperar com o plano de extensão, que foi discutido em uma reunião do subcomitê do governo na sexta-feira.

O subcomitê também analisou possíveis contra-medidas para o Halloween, com alguns membros dizendo que comer e beber na rua deve ser evitado. 

Houve mais de 95.000 casos confirmados no Japão, com um pouco mais de 1.700 mortes atribuídas ao coronavírus.

Embora o país tenha ultrapassado o pico de novos casos de coronavírus, especialistas que assessoram o Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência Social alertaram na quinta-feira que o número de infecções está começando a crescer ligeiramente novamente.

Fonte: Kyodo

Curtir e Compartilhar: