Curtir e Compartilhar:

SUZUKA – O GP do Japão programado para outubro deste ano foi cancelado, segundo a mais recente atualização do calendário da categoria anunciada pela Liberty Media na sexta-feira (12).

Havia a expectativa dos organizadores de que o Japão pudesse receber a sua etapa do mundial de Fórmula 1. Contudo, o Japão tem adotado medidas rígidas para a entrada de pessoas de outros países em seu território devido à pandemia de COVID-19, o que inviabiliza a vinda de todo o circo da Fórmula 1.

Todos os anos cerca de 2 mil pessoas envolvidas com a Fórmula 1, entre pilotos, engenheiros, mecânicos, imprensa e fãs, deslocam-se para o Japão. O governo japonês e os organizadores consideraram a situação perigosa e com risco potencial de novos casos de COVID-19, o que fez as autoridades do país não entrarem em acordo com a Liberty Media.

Será a primeira vez que o Japão não sediará uma etapa do mundial de Fórmula 1 desde 1987. Apesar de ter tido etapas em Fuji, além de Suzuka, o Japão sempre foi presença certa no calendário.

O mundial de Fórmula 1 está paralisado devido à pandemia de COVID-19. O início estava previsto para março na Austrália, mas o GP foi cancelado. O retorno está programado para o começo de julho na Áustria, que já aceitou realizar a corrida.

Inicialmente estavam previstas 22 etapas em 2020, mas o calendário deste ano deverá ter menos provas e a grande maioria delas será na Europa, devido à questão de deslocamento, fluxo e entrada de pessoas em outros países.

Curtir e Compartilhar: