Início Turismo Grupo de especialistas em Hiroshima cria aplicativo para auxiliar turismo na região

Grupo de especialistas em Hiroshima cria aplicativo para auxiliar turismo na região

198
Curtir e Compartilhar:

HIROSHIMA – Um grupo de especialistas que trabalha com a cidade de Hiroshima criou roteiros turísticos com temas de paz que serão acessíveis por meio de um aplicativo, como parte de um projeto chamado “turismo da paz” destinado a visitantes da cidade.

No âmbito do projeto, o governo municipal propôs rotas para “passeios pela paz” e embarcou na criação de um aplicativo que permitirá que edifícios bombardeados sejam vistos por meio de um sistema de realidade aumentada (AR), levando os visitantes ao redor dos pontos turísticos da cidade.

Hiroshi Harada, 78 anos, um ex-chefe do Museu Memorial da Paz de Hiroshima caminhou ao longo de uma das rotas. Ele é um sobrevivente da bomba atômica.

Selecionei a rota ao redor do Parque Memorial da Paz de Hiroshima, na Ala Naka. Essa rota de 2,5 quilômetros leva três horas para ser concluída e inclui edifícios mostrando vestígios do bombardeio atômico em 1945, disse Hiroshi Harada.

A rota incluem locais como a Cúpula da Bomba Atômica, o Museu da Paz da Escola Primária de Honkawa, uma lápide danificada pela explosão no que já foi o complexo do templo Jisenji no parque memorial da paz, a Casa de Repouso no parque, o antigo prédio da filial de Hiroshima do Banco do Japão e do Museu da Paz da Escola Elementar Municipal de Fukuromachi.

Em 2016, cerca de 12,61 milhões de turistas visitaram a cidade, com estrangeiros respondendo por cerca de 1,17 milhão deles. Ambos os números foram novos recordes. No entanto, quase metade dos visitantes estrangeiros visitou Hiroshima em passeios de um dia.

O governo municipal quer que os visitantes estrangeiros permaneçam na cidade por mais tempo e visitem mais lugares para que possam compartilhar as esperanças da cidade pela paz.

Há também uma excursão de ônibus de oito horas, mas é necessário descobrir maneiras de permitir que os visitantes percorram a área de forma mais flexível.

Um membro do grupo disse na reunião: “Precisamos criar um ambiente em que cada cidadão de Hiroshima possa falar sobre Hiroshima e mostrar aos visitantes toda a cidade”.

Harada disse: “Temos muitos visitantes de outros lugares. Para que esses visitantes entendam a importância da paz, é importante que os cidadãos de Hiroshima, incluindo os jovens, saibam sobre a cidade ”.

O grupo de especialistas foi criado em junho do ano passado e os membros gastaram cerca de um ano descrevendo as rotas para o turismo.

O grupo selecionou cerca de 53 locais na província de Hiroshima relacionados à paz, como monumentos comemorativos e restos do bombardeio, em quatro temas: estruturas bombardeadas; cultura e literatura antes e depois do bombardeio atômico de 1945; o renascimento da vida pública; e museus memoriais relacionados ao bombardeio. Os passeios turísticos podem ser feitos de bicicleta, ônibus ou a pé.

No final do ano fiscal de 2017, o grupo propôs a promoção de informações sobre a realidade dos bombardeios atômicos, fazendo com que os cidadãos participassem ativamente do turismo de paz e melhorando coisas como alojamento para descanso e material explicativo em locais turísticos.

O aplicativo não foi divulgado na notícia da fonte http://the-japan-news.com/news/article/0004437390, mas a cidade possui um site para turismo na região, com muitas informações.

Site em inglês para turismo em Hiroshima: http://visithiroshima.net/#lang

Curtir e Compartilhar: