Curtir e Compartilhar:

Um tribunal considerou como culpado Norikazu Kita, por obstruir negócios em uma prefeitura na cidade de Oharu em Aichi, em abril, agindo como uma pessoa infectada com o novo coronavírus e tentando espalhá-lo entre os trabalhadores.

O Tribunal Distrital de Nagoya sentenciou a uma pena de 18 meses, alegando que a ação de Kita dentro da prefeitura prefeitura “faltou prudência com o sério impacto que o coronavírus está tendo na sociedade”.

O juíz Takahiro Iwami disse que o tribunal proferiu uma sentença suspensa de três anos, porque Kita mostrou remorso. Os promotores pediram então uma pena de prisão de 18 meses para o acusado, que disse na audiência anterior que ele simplesmente “queria surpreender os trabalhadores”.

De acordo com a decisão, Kita foi à prefeitura de Oharu, na província de Aichi, por volta das 10h25 do dia 17 de abril, e fez comentários como “Tenho coronavírus” e “Testei positivo” para os trabalhadores do saguão do primeiro andar . A prefeitura foi temporariamente fechada devido ao seu comportamento.

Em 16 de abril, um estado de emergência nacional foi declarado no Japão para evitar a disseminação do coronavírus.

Fonte: Kyodo

Curtir e Compartilhar: