Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – A quantidade de máscaras importadas pelo Japão aumentou em 5 vezes no mês de maio, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo informações do Ministério das Finanças do país.

Apesar de produzir máscaras, o Japão viu a sua produção não dar conta da demanda devido à pandemia de COVID-19 e a corrida de sua população para as lojas, a fim de garantir o seu estoque de máscaras.

No mês de maio, o Japão optou por máscaras chinesas e importou uma grande quantidade deste produto da China.

O montante total de máscaras, considerando todos os modelos e materiais, foi de 9,2 bilhões de ienes, número que é 12,3 vezes maior quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Embora o comércio do Japão com outros países esteja caindo por conta da pandemia, há  setores e determinados produtos que estão ganhando mais com a pandemia.

Os produtos eletrônicos, como computadores, foi outro setor que teve alta, com montante de 217,5 bilhões de ienes ou alta de 17,4% em relação à maio de 2019.

O maior tempo em casa e a necessidade de trabalhar em regime remoto tem feito as pessoas adquirirem novos equipamentos.

Curtir e Compartilhar: