Curtir e Compartilhar:

PELOTAS – O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a causar polêmica na segunda-feira (12) ao afirmar que encontrar “cocozinho em índio” impede a realização de obras.

Bolsonaro se referiu à concessão de laudo ambiental para obras pela Funai. A declaração foi dada após a cerimônia de inauguração de um trecho duplicado da BR-116, em Pelotas, Região Sul do RS.

“Há anos o terminal de contêiner do Paraná, se não me engano, não sai do papel porque precisa agora também de um laudo ambiental da Funai. O cara vai lá e se encontrar, já que tá na moda, um cocozinho petrificado em índio, já era, não pode fazer mais nada ali”, afirmou o presidente.

O presidente disse também que é preciso tirar o índio da floresta e integrá-lo a sociedade brasileira. Ele destacou a importância de tal ação para buscar novos projetos de desenvolvimento ao Brasil.

A menção ao “cocô” por parte do presidente se refere a uma declaração dada na semana passada, na qual ele afirmou para um jornalista que havia perguntado sobre preservação ambiental, o seguinte:

“É só você deixar de comer menos um pouquinho. Quando se fala em poluição ambiental, é só você fazer cocô dia sim, dia não que melhora bastante a nossa vida também, está certo?”

Bolsonaro aproveitou também para comentar sobre a situação na Argentina, onda ocorreu a derrota de Maurício Macri, nas eleições primárias. O presidente afirmou que não quer “irmãos argentinos fugindo para cá”.

“Se essa ‘esquerdalha’ voltar aqui na Argentina, nós poderemos ter, sim, no Rio Grande do Sul, um novo estado de Roraima”, disse utilizando o seu conhecido discurso ideológico anti-esquerda.

Fonte: G1 

 

Curtir e Compartilhar: