Curtir e Compartilhar:

NAGOYA – O Japão ativou na quarta-feira (1) mais um super computador.

O Furou, que usa a mesma base de processamento do Fugaku, um dos melhores super computadores do mundo, começou a funcionar na Universidade de Nagoya, província de Aichi.

O novo super computador, no entanto, tem capacidades que o Fugaku não tem, como a função de apoiar e dar suporte a pesquisas de inteligência artificial e memória para salvar arquivos durante cerca de 100 anos.

Ele será usado para fazer simulações climáticas, prevendo tempestades, tufões e outros fenômenos climáticos, além de contribuir com pesquisas na área médica, sobretudo, no desenvolvimento de novos remédios contra a COVID-19.

A Universidade de Nagoya espera que o super computador contribua não só com as pesquisas da instituição, como também, com o país.

Curtir e Compartilhar: