Curtir e Compartilhar:

O governo japonês definiu na sexta-feira (28) os detalhes do envio das Forças de Autodefesa do país para o Oriente Médio.

O objetivo do envio é garantir a segurança de embarcações comerciais do país, além de cooperar com a paz, segurança e estabilidade do Oriente Médio. O governo japonês também prometeu seguir com as negociações no campo diplomático com os países da região.

O Japão enviará um destróier e um avião de patrulha para o local. O governo estabeleceu como objetivo “busca e pesquisa”, mas a imprensa japonesa destacou que o verdadeiro objetivo é a segurança das embarcações comerciais do país.

A intenção é que a patrulha ocorra contra atividades de piratas na parte leste da África, especialmente perto de Jibuti, além do Estreito de Omã.

A duração das atividades será de pelo menos 1 ano, sendo que um possível prolongamento da escolta terá que passar por aprovação no parlamento. Os preparativos para o envio já estão sendo feitos. O Ministério da Defesa do Japão já emitiu a ordem de preparo e envio.

O número de pessoas que serão enviadas é de 260 pessoas. As atividades de patrulha começarão a partir da metade de fevereiro de 2020.

Curtir e Compartilhar: