Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – Cerca de 150 pessoas deixaram o aeroporto de Narita em direção ao Vietnã na quinta-feira (25).

O voo foi o primeiro depois de um acordo assinado entre Japão e Vietnã no dia 19 de junho para retornar aos poucos os voos entre os dois países, que foram interrompidos devido à pandemia de COVID-19.

A ação do governo japonês em relação ao Vietnã é importante, pois mostra que o Japão pretende permitir o fluxo de japoneses para outros países e de estrangeiros em território japonês.

No momento apenas homens e mulheres de negócio, seja japoneses e vietnamitas, tem o direito de transitar entre os dois países. As 150 pessoas que decolaram do aeroporto de Narita na quinta-feira trabalham em empresas e estão constantemente fazendo viagens entre os dois países.

O Ministério das Relações Exteriores do Japão informou que 440 japoneses e vietnamitas partirão em direção ao Vietnã até o dia 27 de junho. Posteriormente, as medidas de afrouxamento das restrições serão removidas aos poucos, permitindo a entrada dos estagiários vietnamitas no Japão.

Além do Vietnã, outros países como Nova Zelândia, Austrália e Tailândia, que estão tendo sucesso no combate ao COVID-19, devem entrar na lista de países que poderão entrar no Japão.

Até o momento o governo japonês não se pronunciou sobre outros países que poderão entrar no Japão, mas é pouco provável que países como o Brasil, que possuem muitos casos diários de COVID-19, entrem na lista. No caso dos brasileiros, apenas aqueles que possuem um visto de longa permanência podem reentrar no Japão. As pessoas que não tiraram o visto ou com visto vencido, no momento, não podem entrar no país.

Curtir e Compartilhar: