Curtir e Compartilhar:

A equipe da Faculdade de Agricultura da Universidade de Tóquio criou uma outra estátua que promove o reencontro do cão e seu dono, 90 anos depois, e a apresentou ao público no domingo (8/mar) no seu campus. O dono desse cão de raça Akita, Hachiko, era professor da Faculdade de Agricultura de Universidade de Tokyo Teikoku, Hidesaburo Ueno. Essa estátua foi criada para homenagear esse professor, conhecido como o pai da engenharia agrônoma do Japão e para representar o amor incondicional entre ele e o seu cão.

Eles eram inseparáveis. A rotina dos dois era de Hachiko acompanhá-lo à faculdade, mas quando precisava viajar ou se deslocar ao trabalho, o cão ia com ele até Shibuya e lá ficava esperando a sua volta. Mesmo depois da morte do professor Ueno, Hachiko ia todos os dias até a estação de Shibuya na esperança de reencontrá-lo.

estátua apresentada ao público no campus da universidade
estátua apresentada ao público no campus da universidade

Hachiko é o cão mais famoso do Japão e tem uma estátua erguida em Shibuya, bairro central de Tokyo, representando a fidelidade e o amor entre o ser humano e o cachorro. Hachiko foi todos os dias, durante 10 anos, esperar pelo seu dono sem saber de sua morte.

O escultor criou uma imagem bem realista da alegria do reencontro dos dois. O cão pula de alegria no professor Ueno, abanando o rabo. Assim, o reencontro depois de quase 1 século se imortaliza para a história de amor com final feliz.

Curtir e Compartilhar: