Curtir e Compartilhar:

Nagasaki- Um destróier da Força de Autodefesa Marítima deixou sua base no domingo para substituir outro navio em uma missão japonesa para ajudar a garantir a segurança de uma importante faixa marítima do Oriente Médio, com as precauções tomadas para evitar infecções a bordo pelo coronavírus.

O destróier Kirisame, com cerca de 200 tripulantes a bordo, realizará treinamento por duas semanas, durante as quais serão realizados testes de vírus em membros da tripulação, segundo o Ministério da Defesa.

O navio seguirá para o Oriente Médio assim que sua tripulação for liberada.

“Nenhum desembarque será permitido nas bases de suprimentos. Mas forneceremos apoio para ajudá-lo a conduzir a missão sem problemas”, disse o ministro da Defesa, Taro Kono, em comunicado lido em um evento para enviar a embarcação em Nagasaki Prefeitura.

Não houve convidados ou familiares da tripulação no evento devido à disseminação contínua do novo vírus.

O Japão planeja rodar os destróieres de MSDF em três turnês de quatro meses ao longo da missão de um ano no Oriente Médio, que pode ser estendida com a aprovação do Gabinete.

Como o Japão depende do Oriente Médio para cerca de 90% de suas importações de petróleo bruto, a estabilidade na região é de extrema preocupação para o país.

Curtir e Compartilhar: