Curtir e Compartilhar:

O número diário de infecções por coronavírus totalizou 1.337 em Tokyo na quinta-feira (31), disseram autoridades do governo metropolitano, ultrapassando a marca de 1.000 pela primeira vez desde o início da pandemia.

De acordo com uma contagem de novos casos de Covid-19 anunciada pelos governos locais para a Agência Kyodo, em todo o país o número de casos diários ultrapassou 4.000 pela primeira vez, com novos casos recorde também relatados nas prefeituras de Fukuoka, Saitama, Chiba, Kanagawa e Gifu.

A contagem nacional de 4.518 se compara ao recorde anterior de 3.881 relatado no sábado, com o número de pacientes com Covid-19 apresentando sintomas graves, aumentando 13 em relação ao dia anterior para o maior número de 681.

“Gostaria de pedir às pessoas que evitem passeios não essenciais” em Tokyo e outras áreas onde as infecções estão aumentando, disse o primeiro-ministro Yoshihide Suga a repórteres.

Questionado se seu governo está considerando declarar um estado de emergência, Suga apenas disse: “Faremos todos os esforços para prevenir uma nova propagação de infecções enquanto preservamos a capacidade atual de saúde” durante o feriado.

A contagem de Tokyo superou o recorde anterior de 949 casos registrados no último sábado, enquanto a capital japonesa continua a ver um rápido aumento nas infecções por Covid-19.

O número de infecções em dezembro somente em Tokyo já ultrapassou 19.200, quase o dobro dos casos confirmados em novembro e refletindo um ritmo muito rápido de propagação do coronavírus.

A governadora Yuriko Koike disse a repórteres que as compras de fim de ano aparentemente estão levando a grandes multidões, repetindo seu apelo para que os moradores fiquem em casa durante as férias.

Especialistas em saúde na reunião do governo metropolitano de Tokyo alertaram que a capital pode ficar sem leitos hospitalares para tratar pacientes com Covid-19 se o ritmo recente de infecções continuar.

A cidade conseguiu garantir 3.500 leitos para pacientes com coronavírus até agora, abaixo de sua meta de 4.000.

O aumento no número de novos casos ocorre depois que várias pessoas no Japão foram confirmadas como infectadas por novas variantes do coronavírus, detectado pela primeira vez na Grã-Bretanha e na África do Sul.

A descoberta das novas cepas, mais transmissíveis do que o vírus original, levou o governo a parar de emitir novos vistos e restringir a maioria das entradas no Japão.

Fonte: Kyodo

Curtir e Compartilhar: