Curtir e Compartilhar:

O jornalista Junpei Yasuda entrou com um pedido formal contra o Ministério das Relações Exteriores do Japão, após o órgão negar a emissão de um novo passaporte para o jornalista, que ficou preso na Síria por 3 anos depois de ser capturado por um grupo radical islâmico.

Yasuda pediu a reemissão de um novo documento no ano passado, mas o ministério negou afirmando que a emissão não é possível, pois Yasuda tem uma pendência que o impede de entrar na Turquia, o que invalida o pedido do jornalista, uma vez que é preciso estar com a ficha limpa para obter o passaporte japonês.

O jornalista não gostou da decisão do governo e entrou com um pedido formal para que o ministério libere o seu passaporte. Yasuda deu entrada na Corte Distrital de Tóquio.

Yasuda criticou a decisão do ministério, pois o fato de estar impedido de entrar em um país, não o impede de entrar em outros países. O jornalista ressaltou que o direito de se mover livremente para outro país é um direito garantido pela Constituição do Japão.

O Ministério das Relações Exteriores não comentou o caso, dizendo não ter recebido o pedido do jornalista.

Curtir e Compartilhar: