Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – Uma pesquisa encomendada pelo governo japonês e divulgada na terça-feira (18) mostrou que os jovens japoneses têm baixa autoestima.

O Relatório da Infância e Juventude 2019 perguntou aos jovens de todo o país se eles estão satisfeitos com eles mesmos e se acreditam terem algum ponto forte.

O levantamento foi realizado entre os meses de novembro e dezembro de 2018 com jovens de 13 a 29 anos. A pesquisa foi realizada pela internet. Pesquisas semelhantes foram realizadas também em países como os EUA e a Alemanha para efeito de comparação.

No quesito satisfação pessoal, apenas 45,1% dos jovens japoneses se disseram satisfeitos com eles mesmos. O número é bastante inferior ao registrado nos EUA, onde ficou em 86,9%.

Quando o quesito são os pontos fortes, os japoneses melhoram um pouco e chegam a 62,3%. No entanto, o número é baixo comparado com o registrado na Alemanha que é de 91,4%.

A rede de notícias NHK afirmou que a pesquisa foi realizada em outros 3 países além de Alemanha, EUA e Japão, mas não especificou quais foram os países selecionados. A maior conclusão, no entanto, é que o Japão ficou em último nas duas estatísticas.

O governo japonês acredita que a baixa autoestima na infância, adolescência e início da vida adulta pode levar a formação dos hikikomori, jovens que fogem do contato social e vivem uma vida longe da sociedade.

Pensando na questão, no presente levantamento foi realizada também uma pesquisa com pessoas entre 40 e 64 anos que se encaixam na categoria de hikikomori. Os números indicam que mais da metade deles estão há mais de 7 anos sem ter muitos contatos sociais.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: