Curtir e Compartilhar:

A JR East desenvolveu e implantou na segunda-feira (18) um novo serviço para ajudar os esquecidos.

A novidade da empresa é uma pequena etiqueta de plástico com um chip dentro, que envia informações de localização de um determinado objeto para a central da JR.

A etiqueta pode ser colocada em qualquer objeto e funciona apenas dentro das estações da JR. O objeto que teve a etiqueta colocada fica registrado em um aplicativo de smartphone e caso o aparelho do usuário se afaste mais de 50 metros do objeto, uma mensagem com os dizeres “não está esquecendo algo?” é enviada para o dono. Informações detalhadas de localização também ficam registradas no aparelho.

A maior parte dos objetos perdidos nas estações de trem e metrô do Japão vão parar nos chamados “Centro de objetos perdidos”. Nos últimos anos, a JR informou que o número de objetos esquecidos nas estações têm aumentado. Em 2017 foram cerca de 2,28 milhões.

Os pertences mais comuns de serem esquecidos são roupas com 300 mil, guarda-chuva com 250 mil e malas com 200 mil.

A etiqueta eletrônica é chamada de “Mamorio Fuda” e custa cerca de 3 mil ienes.

No momento um total de 51 estações do leste do Japão, abrangendo a região de Tohoku e Kanto, introduziram o serviço. Entre os locais estão inclusos Tóquio, Yokohama e Chiba.

Os planos da JR e da empresa responsável pelo dispositivo é levar a ideia para todas as estações do Japão.

Fonte: FNN PRIME 

Curtir e Compartilhar: