Curtir e Compartilhar:

JUIZ DE FORA – O juiz responsável pela sentença de Adélio Bispo, autor da facada contra Jair Bolsonaro, decidiu converter a prisão preventiva para internação por tempo indeterminado.

O juiz Bruno Savino da 3° Vara Federal de Juiz de Fora justificou que Adélio não poderia ser condenado por conta de uma doença mental. Com a decisão, ele permanecerá no presídio de Campo Grande (MS).

“Converto a prisão preventiva em medida cautelar de internação provisória. Determino que o réu seja mantido custodiado na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande/MS”, escreveu o juiz na sentença.

“A internação deverá perdurar por prazo indeterminado e enquanto não for averiguada, mediante perícia médica, a cessação da periculosidade”, determinou Savino.

A decisão tomada pelo juiz ainda não encerra o processo. O presidente Jair Bolsonaro tem direito a recorrer da decisão, o que deve ocorrer nos próximos dias, segundo fontes ligadas ao presidente.

Caso a Justiça não valide o pedido de Bolsonaro, a internação provisória se tornará definitiva.

Fonte: G1 

Curtir e Compartilhar: