Curtir e Compartilhar:
Lanternas de bambu são instaladas no local de uma cerimônia memorial em um parque de diversões em Kobe, em 16 de janeiro de 2020, véspera do 25º aniversário do grande terremoto que atingiu a cidade ocidental do Japão e seus arredores, matando mais de 6.000 pessoas.


A cidade de Kobe, marcou o 25º aniversário do terremoto de magnitude 7,3 que matou 6.434 pessoas.
Os moradores locais e as famílias das vítimas fizeram um momento de silêncio às 5h46, nessa sexta feira, no exato momento em que o Grande Terremoto de Hanshin atingiu a cidade portuária na província de Hyogo e áreas vizinhas em 17 de janeiro de 1995.
Em um evento memorial realizado em um parque em Kobe, a cidade mais afetada pelo desastre, as pessoas acenderam lanternas de bambu alinhadas para formar “1,17”, a data do desastre.

25 anos desde o terremoto, a cidade enfrenta o desafio de transmitir a memória e o conhecimento da catástrofe para as gerações futuras.
Entre as 13.800 autoridades do governo da cidade de Kobe, em abril do ano passado, 59% ingressaram no governo local após o desastre, segundo a cidade.
No início desta semana, cerca de 60 membros do clube de beisebol da escola Shinko Gakuen ajudaram na preparação do evento memorial no parque.

“Nossa geração não sofreu o desastre do terremoto, mas continuaremos a fazer o possível por pessoas que perderam seus entes queridos e sofreram”, disse Toshiki Kawamura, capitão de 17 anos da equipe.

O príncipe herdeiro Fumihito e sua esposa, a princesa Kiko, estão programados para participar de uma cerimônia memorial a ser realizada pelo governo da prefeitura de Hyogo e outras entidades em um salão público.

Curtir e Compartilhar: