Curtir e Compartilhar:

TÓQUIO – A direção da companhia do setor imobiliário, Leopalace 21, está sofrendo um processo de renovação depois da descoberta de casos de irregularidades em construções da empresa.

Casos de prédios construídos fora dos limites mínimos de segurança contra incêndio estabelecidos pela lei chamaram atenção da sociedade e imprensa japonesa, levando a demissão do presidente da Leopalace 21, Eisei Miyama, que deixa o cargo no próximo dia 30.

Outros diretores devem deixar seus cargos em breve, por conta da gravidade da situação, segundo informou a empresa. Os nomes dos diretores não foram anunciados, mas sabe-se que serão sete executivos que trabalham na direção interna da Leopalace.

A companhia também anunciou medidas para tornar mais transparentes as suas ações. Atualmente, oito dos diretores trabalham dentro da empresa, enquanto três são de fora. A meta é equilibrar este número para 5 diretores internos e 5 diretores externos.

Fonte: NHK WEB NEWS

Curtir e Compartilhar: