Curtir e Compartilhar:

Um grande grupo de médicos em Tóquio declarou estado de emergência médica, citando um possível colapso do sistema de saúde.

O presidente da Associação Médica de Tóquio, Ozaki Haruo, disse a repórteres na segunda-feira que um aumento constante no número de pacientes com coronavírus resultará não apenas em escassez de leitos hospitalares, mas também em infecções internas nos hospitais.

Ozaki disse que, quando isso acontecer, a equipe médica não poderá prestar serviços a pacientes gravemente enfermos.

Ele disse que as próximas seis semanas serão críticas para impedir a propagação explosiva do vírus e pediu a todos os cidadãos de Tóquio que se abstenham de passeios não essenciais.

Ozaki exortou o governo metropolitano de Tóquio a adotar medidas para garantir que todos os pacientes infectados gravemente doentes sejam elegíveis para o tratamento adequado.

Ao mesmo tempo, ele deu crédito ao governo metropolitano por seus esforços para garantir hotéis para mover pacientes com sintomas leves atualmente em hospitais.

Ozaki disse que assim, a equipe pode se concentrar no tratamento de pacientes com doenças graves e reduzir sua carga. Ele disse que é mais importante diminuir a velocidade das infecções e isso levará à solução de todos os problemas.

Curtir e Compartilhar: